domingo, 20 de janeiro de 2008

“Minha pátria é minha língua”

Dias desses, estava dando aulas e li em sala um artigo publicado na internet em que o autor dizia ter horror a preposições, pelas alterações semânticas que ela podem oferecer às sentenças.
Pensando nisso, vejo que, talvez, seja por essa fartura de significações que tem nossa língua que muitas pessoas ainda se mostram arredias ao aprendizado deste idioma fantástico que é o português. E é aí que estas se enganam!
Nossa língua, semântica por excelência, oferece-nos tantas formas comunicativas, que fica impossível acreditar na “fobia” que acomete a tantos... A “última flor do Lácio, inculta e bela,/ (...) esplendor e sepultura”, de Bilac, está cada vez mais aberta às possibilidades de interação.
Basta ver as expressões cristalizadas pelos jovens ao dizerem “já é”, “fui”, “beleza”, “nem é”, para expressar frases inteiras, e cujos sentidos são expressos por pequenas lexias, expressões carregadas de cargas significativas. E como eles se comunicam!
Marcos Bagno, em seu livro, “Preconceito lingüístico” é quem sabe disso: desfaz, com facilidade didática, os mitos que ainda teimam em afirmar que “ o português é muito difícil”. Mas que nada! Caetano Veloso, em Língua, muito bem coloca: “ Minha pátria é minha língua/ (...) o que quer e o que pode essa língua”.
É claro que também não se diz nada aleatoriamente. É preciso pensar e pesar as palavras, antes de usá-las, e aí sim, domaremos este idioma, cavalo solto à revelia na arena dos medrosos e preconceituosos.
Querer “viver o mundo” e não “viver no mundo”; “ir ao encontro dos meus sonhos” e não “ir de encontro aos meus sonhos”; “aproveitar a amizade” e não “aproveitar das amizades”; “ter medo por você” e não “ter medo de você”; “querer mais com”, “menos sem”; “mais por”, “ menos contra”; “.mais até” , “menos após”; “mais entre”, “menos sob”, valem o desafio de encarar nosso idioma, tão rico em significados e sentidos.

4 comentários:

Jacqueline disse...

Otimo texto Lenise. Pena q nossos alunos pensem também q o português seja difícil, pois é isso o q dificulta o envolvimento com a nossa língua. parabéns. bjus

Geisiane disse...

Muito bom esse texto, ele traduz o medo que todos tem de nossa língua.
Seu blog está maravilhoso, parabéns! Beijos!

Anna Carolina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anna Carolina disse...

Lenise, aqui está o endereço do meu blog: filhadopr.blogspot.com ;